Palestrantes

Panel 1: Health and Science

Marcia Castro é Professora Andelot de Demografia e presidente do Departamento de Saúde Global e População da Harvard TH Chan School of Public Health, professora associada do Harvard University Center for the Environment, membro do corpo docente do Harvard Center for Population and Development Studies, e diretor do Brazil Studies Program of the David Rockefeller Center for Latin American Studies (DRCLAS). Sua pesquisa foca no desenvolvimento e uso de abordagens multidisciplinares para identificar os determinantes da transmissão de doenças infecciosas em diferentes ambientes ecológicos para informar as políticas de controle. Ela tem experiência em métodos geoespaciais, dinâmica populacional, e mortalidade. Castro tem projetos sobre COVID-19, dengue, zika vírus, chikungunya, tuberculose, mortalidade infantil e desenvolvimento e mudanças climáticas na Amazônia brasileira. Ela obteve seu PhD em Demografia pela Princeton University. Contato: Twitter, Facebook, LinkedIn, Instagram

Pedro Moreira Folegatti é pesquisador clínico e estudante de doutorado (DPhil) no Center for Clinical Vaccinology and Tropical Medicine / The Jenner Institute, University of Oxford. Pedro formou-se como médico em doenças infecciosas em São Paulo – Brasil, e possui mestrado em Saúde Pública pela London School of Hygiene and Tropical Medicine, Reino Unido. Sua pesquisa se concentra no desenvolvimento clínico de vetores adenovirais como uma plataforma de tecnologia para vacinas contra patógenos emergentes. Pedro é um investigador dos ensaios COVID-19 patrocinados pela Universidade de Oxford no Reino Unido e no Brasil que levaram à aprovação para uso emergencial da vacina para COVID-19 Oxford-Astrazeneca. Contato: LinkedIn, Twitter

Dra Jaqueline Goes de Jesus: graduada em Biomedicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, mestre em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa (PgBSMI) pelo Instituto de Pesquisas Gonçalo Moniz – Fundação Oswaldo Cruz (IGM-FIOCRUZ) e Doutora em Patologia Humana pela Universidade Federal da Bahia em ampla associação com o IGM-FIOCRUZ. Desenvolve pesquisas na área genômica e epidemiologia molecular em arboviroses emergentes e coronavírus. Atua em pesquisas como bolsista FAPESP, em nível de pós-doutorado, no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo – Universidade de São Paulo (IMT-USP) e no Imperial College London (DIDE-Imperial), no âmbito do CADDE – Brazil-UK Centre for Arbovirus Discovery, Diagnosis, Genomics and Epidemiology. Integrou a equipe que realizou sequenciamento genético do novo coronavírus dos primeiros casos de COVID-19 na América Latina. Contato: Instagram, Twitter

Panel 2: Society and Economy

Dr Luiz Eloy Terena é o assessor jurídico da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil – APIB. Possui pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, França, e doutorado pelo Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil. Sua tese de doutorado, “Vukápanavo – O Despertar do povo Terena para os seus direitos: movimento indígena e confronto político”, recebeu menção honrosa na edição 2020 do prestigioso Prêmio de Excelência Acadêmica da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais .

Maria Sylvia de Oliveira é advogada e atua na área de direitos humanos questões de gênero, raça e etnia e no enfrentamento à violência contra a mulher e violência doméstica e familiar. É mestranda no programa Diversitas (FFLCH/USP), pós-graduada em Direito Empresarial e em Direito Tributário. É sócia efetiva e atual Coordenadora de Politicas de Promoção de Igualdade de Gênero e Raça de GELEDÉS Instituto da Mulher Negra. GELEDÉS Instituto da Mulher Negra é uma organização da sociedade civil que se posiciona em defesa de mulheres e negros por entender que esses dois segmentos sociais padecem de desvantagens e discriminações no acesso às oportunidades sociais em função do racismo e do sexismo vigentes na sociedade brasileira. Contato: Facebook, Twitter, LinkedIn

Lygia Sabbag Fares é atualmente docente do Brooklyn Institute for Social Research. Doutora em Economia do Desenvolvimento: Economia Social e do Trabalho pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) (Brasil). Representante do comitê de Young Scholars da International Association for Feminist Economics (IAFFE). Organizadora do grupo de trabalho de Gênero do Young Scholars Initiative (YSI) – Institute for New Economic Thinking. Membro do LABIEB, grupo de pesquisa multidisciplinar em estudos de desenvolvimento da Universidade de São Paulo. Interesses científicos: Economia Política, Economia do Desenvolvimento, Economia do Trabalho, Economia Feminista, Economia Brasileira. Contato: Website, Facebook

Panel 3: Politics and Policies

Elaine Nascimento: assistente Social. Pesquisadora em Saúde Pública. Coordenadora Adjunta da Fiocruz Piauí. Mestra (2002) e Doutora (2007) em Ciências pelo Instituto Fernandes Figueira/ Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência em pesquisa na área de Saúde Pública, com ênfase em Ciências Sociais Aplicadas, atuando principalmente nos seguintes temas: questão racial, gênero e classe; interseccionalidade, violência contra a mulher e feminicídio; interseccionalidade, sexualidades masculinas, juventudes e políticas públicas; interseccionalidades, serviço social e políticas públicas; racismo, mortalidade materno-infantil e avaliação de serviços de saúde; racismo estrutura/ambiental e doenças negligenciadas; racismo, saúde e violência da população LGBTQI+; racismo estrutural/ambiental e determinantes sociais de saúde; questões raciais e Infecções Sexualmente Transmissíveis. Contato: Instagram

Lorena G. Barberia é professora titular do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo. Seus principais campos de interesse são economia política comparada, política latino-americana e metodologia política. Seu trabalho recente analisa os determinantes das respostas das políticas subnacionais e nacionais à pandemia COVID-19. Em 2020, foi premiada por suas contribuições para a ciência da USP (Mulheres na Ciência- Destaques 2020). A professora Barberia ensina métodos quantitativos para cursos de graduação e pós-graduação no Departamento de Ciência Política. É coordenadora científica da Rede de Pesquisa Solidária: Políticas Públicas e Sociedade, projeto de pesquisa que busca aprimorar o padrão, calibrar o foco e melhorar a qualidade das políticas dos governos federal, estaduais e municipais que buscam responder à crise do COVID-19 com o objetivo de ajudar a salvar vidas no Brasil, e uma afiliada de pesquisa do Observatório Covid-19 BR. É presidente do Comitê Coordenador do Corpo Docente da International Political Science Association (IPSA) – Escola de Verão da Universidade de São Paulo (USP) em Conceitos, Métodos e Técnicas em Ciência Política, Políticas Públicas e Relações Internacionais e membro do Comitê Organizador da Reunião Anual de Metodologia Política Latino-Americana da Sociedade de Metodologia Política Contato: Twitter

Panel 4: Environment

Theresa Williamson, Ph.D. é planejadora de cidades e diretora executiva fundadora da Comunidades Catalisadoras, uma ONG que trabalha para apoiar as favelas do Rio de Janeiro por meio do desenvolvimento comunitário baseado em ativos desde 2000. CatComm produz o RioOnWatch, uma premiada plataforma de notícias de favela “local-to-global”, e facilita a Rede de Favelas Sustentáveis ​​do Rio e o programa Favela Community Land Trust. Mais recentemente, a CatComm desenvolveu e lançou o Painel Unificado Covid-19 no Favelas. Theresa é uma defensora do reconhecimento do status de patrimônio das favelas e do direito dos moradores de serem tratados como cidadãos iguais. Ela recebeu o prêmio 2018 da American Society of Rio por suas contribuições à cidade e o Prêmio NAHRO 2012 por suas contribuições para o debate internacional sobre habitação. Theresa tem muitas publicações, incluindo capítulos de livros e quatro op-eds no The New York Times. Anteriormente, ela recebeu o Prêmio Gill-Chin Lim de 2005 de Melhor Dissertação sobre Planejamento Internacional. Contact: Facebook, Twitter, LinkedIn

Carlos Nobre é um cientista brasileiro da área de sistemas terrestres. Ele obteve um PhD em Meteorologia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), EUA, em 1983. O trabalho de Nobre concentra-se principalmente na Amazônia e seus impactos no sistema terrestre. Ele presidiu o Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA). Ele também foi membro do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). Foi Secretário Nacional de Políticas de P&D do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil e Presidente da Agência Brasileira de Educação de Pós-Graduação (CAPES). É membro estrangeiro da US National Academy of Sciences e membro da Brazilian Academy of Sciences e da World Academy of Sciences. Ele é co-presidente do Painel de Ciência para a Amazônia e proponente do projeto Amazônia 4.0, para desenvolver uma bioeconomia de florestas baseada na natureza para a Amazônia.

Panel 5: Education

Olgamir Amancia Ferreira é doutora em Educação pela Universidade de Brasília (2009), mestre em Estado, Política Pública e Gestão da Educação pela UnB (2002). Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências pelo Centro de Ensino Superior de Brasília (1985). Atualmente, é professora adjunta na Universidade de Brasília/FUP no Curso de Licenciatura em Ciências Naturais, Decana de Extensão da Universidade de Brasília – UnB, Presidenta da Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Insituições Públicas de Educação Superior Brasileiras – FORPROEX, Coordenadora do Colégio de Extensão de Pró-Reitores de Extensão das IFES – COEX/Andifes. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores, Metodologia da Pesquisa e Administração de Sistemas Educacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: Política educacional, Gestão da educação, Planejamento da educação e avaliação institucional, Filosofia e Sociologia da Educação, Políticas para mulheres, Gênero e sexualidade associados à educação.

A Dra. Haira Gandolfi é professora titular dFaculty of Education – University of Cambridge / Reino Unido. Seus interesses de ensino e pesquisa são Educação Científica, Currículos e Pedagogias Decoloniais, Estudos de Ciência e Tecnologia, e Desenvolvimento Profissional e de Trabalho de Professores. Ela tem trabalhado com educadores, professores e seus alunos em escolas de inglês nos últimos seis anos, e também faz parte de várias redes de pesquisa em Educação (Ciências) e Trabalho de Professores na Europa e no Brasil, com foco em ensino descolonial e radical, e no envolvimento dos jovens com as questões sócio-científicas. Antes de sua estada na Inglaterra, Haira trabalhou como professora de Química por 8 anos em escolas secundárias e em faculdades técnicas / ensino superior no estado de São Paulo, Brasil. Possui bacharelado em Química, bacharelado em Ensino de Química e mestrado em Educação em Ciências, todos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) / Brasil, e doutorado em Educação pelo UCL Institute of Education / Reino Unido.

css.php